4 dicas de expert para trabalhar sua inteligência emocional

Você sabe o que significa inteligência emocional? Ou melhor, você sabe como ela pode afetar sua vida profissional? Hoje, vamos falar sobre assunto e conferir as dicas do mestre no assunto, Ricardo Piovan, que também é palestrante do CONAED. Confira!

Você se depara frequentemente com situações em que você fica chateado no trabalho, mas não sabe exatamente o porquê? Muitas pessoas passam por isso todos os dias, o que faz com que elas se tornem pessoas infelizes em seus trabalhos. Esse é um forte sintoma de que você precisa trabalhar mais a sua inteligência emocional, algo necessário não apenas para ser mais feliz em um emprego normal, mas também para levar à frente os seus negócios.

E ninguém melhor para falar sobre inteligência emocional do que o Ricardo Piovan, que é empreendedor digital, palestrantes, autor livros sobre inteligência emocional e, com muito orgulho, palestrante do CONAED.

O Ricardo ensina como transformar seus conhecimentos em infoprodutos que são altamente lucrativos, mas, além disso, ele também ajuda pessoas a trabalharem a inteligência emocional e a resiliência para que as pressões, adversidades e problemas no trabalho possam ser superadas.

E, como a inteligência emocional é um assunto muito importante em qualquer área de nossa vida, principalmente para quem quer começar um negócio e precisa fazer contato com muitas pessoas e até fazer algumas parcerias, nada melhor do que algumas dicas do Piovan para trabalhar o músculo da nossa inteligência emocional. Abaixo, confira 4 dicas de ouro dele.

#1. Não deixe sua felicidade na mão de outras pessoas

As pessoas se sentem pressionadas no trabalho e chegam a ficar a maior parte do tempo estressadas por um simples motivo: elas deixam nas mãos de outras pessoas a decisão de como devem se sentir perante as pressões e situações adversas.

Em outras palavras, é como se você pedisse aos seus colegas de trabalho, líderes e clientes para definirem como você irá se sentir durante o dia. Mas esse problema tem solução, afinal, é possível trabalhar seus sentimentos para que você não permita que suas emoções sejam completamente controladas por fatores externos.

Talvez você passe pelos mesmos problemas que outros colegas de trabalho, porém, percebe que eles superam tudo com mais facilidade. Isso não acontece porque essas pessoas são melhores que você, mas sim porque elas têm uma inteligência emocional mais trabalhada.

Então, se você quer ser como essas pessoas, o primeiro passo é jamais entregar nas mãos dos outros o poder de decidir como você irá se sentir. Tome as rédeas da situação, acredite em si mesmo, acredite que você pode superar qualquer coisa porque, no final das contas, você realmente pode.

#2. Trabalhe sua autopercepção

Outra coisa importante que você deve fazer é tentar se conhecer mais e procurar perceber onde o erro pode estar. Isso significa que você precisa tentar identificar que tipo de situações desencadeiam os sentimentos ruins, seja medo, raiva, rancor etc. Se você percebeu algum comportamento “padrão” em determinado tipo de evento, o melhor é tentar descobrir porque você tem esse sentimento.

Conhecer um pouco mais sobre seus valores e o porquê de adotá-los em sua vida é também um bom caminho para prever sua reação a determinado tipo de situação e refletir um pouco sobre por que você sente determinada emoção. Esse é um passo importante para controlar seus sentimentos e ser mais feliz.

#3. Melhore a comunicação

Nesse caminho, demonstrar interesse em conhecer melhor as pessoas faz com que você aumente sua capacidade de influenciá-las no ambiente de trabalho. Consequentemente, a comunicação fica melhor e desentendimentos podem ser evitados. Quando os outros compreendem o que você faz, o saldo é sempre positivo e você fica cercado de aliados no lugar de inimigos.

Durante os conflitos, que podem ser evitados, mas não erradicados, é muito importante respirar fundo e jamais jogar para o colega a culpa de algo ter dado errado. Nessas situações, a melhor atitude é trazer o problema para si e assumir a culpa. Isso faz com que as pessoas não fiquem na defensiva e aumenta as chances de reconciliação.

#4. Mude

Embora todas as dicas acima falem um pouco de mudança, essa última dica é essencial e a mais importante de todas. Tenha consciência de que você jamais terá um resultado diferente fazendo a mesma coisa. É preciso mudar, pois ter controle sobre seus sentimentos é uma coisa, mudar por dentro e procurar evitar sentimentos ruins, isso sim é uma mudança verdadeira.

Isso significa também mudar de emprego, de produto etc. Se você está infeliz no seu trabalho e, por mais que procure melhorar suas relações e trabalhar sua inteligência emocional, continua se sentindo frustrado, talvez seja a hora de procurar um novo emprego, de começar um negócio, de desenvolver um novo produto ou mudar de posicionamento.

Claro, se você escolheu mudar de carreira, lembre-se de não adianta levar os mesmo problemas de uma empresa pra outra, ou do seu antigo emprego para o seu negocio. A mudança aqui é algo mais radical.

Mate o reclamão que existe dentro de você, deixe essa personalidade estressada de lado e ouse começar do zero, por dentro e por fora.

Bom, pessoal, essas foram as dicas de hoje. Espero que elas tenham ajudado você a trabalhar mais feliz e melhor. Você pode conferir mais dicas relacionadas ao assunto em: As vantagens e os desafios de começar uma carreira digital depois dos 40

Sucesso, forte abraço e até a próxima!

 

Gostou?  Então me diga nos comentários as sacadas/dúvidas e comentários que surgiram para você.

Quer aprender mais sobre como ter um negócio de sucesso usando a Internet?
Então aproveite e baixe grátis as 5 Maiores Sacadas que tirei do meu livro, Negócios Digitais!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *