O Facebook mudou. E agora?

O Facebook tem fechado o cerco para anunciantes e infoprodutores, exigindo diversas alterações e padrões para quem tenta vender seus produtos ou criar sua lista através da rede social. Vários colegas se encontraram com problemas este ano, com contas bloqueadas e anúncios recusados, sem saber exatamente o que fazer. Aqui você encontra quais as principais mudanças recentes e como se adequar às exigências.

Conhecido por ser um dos meios mais utilizados para todo tipo de comunicação, desde mensagens pessoais às páginas de grandes corporações, o Facebook tem sido uma das escolhas mais populares para quem quer atuar no mercado de infoprodutos, fazer anúncios, ganhar fãs e conhecer as pessoas que gostam de seu nicho e produto. No entanto, o Facebook está sempre alterando suas regras e tornando mais difícil o trabalho de quem não estiver atento.

Essas mudanças visam melhorar a qualidade da experiência dos usuários ao utilizar a rede. Numa pesquisa recente realizada pelo próprio Facebook, muitos usuários disseram estarem incomodados com a grande quantidade de anúncios, o que levou-os a repensar suas estratégias.

Desde o final de janeiro, os usuários passaram a receber menos anúncios em suas timelines, além de poderem descobrir porquê estão vendo determinada campanha, clicando na lateral da imagem. Ele também poderá se negar a receber informações de determinados anunciantes e a ação valerá tanto para o dispositivo que estiver usando no momento, quanto para outros como celulares, tablets, etc.

A ideia é deixar a experiência mais personalizada, com base, principalmente, na geolocalização. De acordo com os lugares que a pessoa visita, poderá receber anúncios de locais próximos. A empresa também está testando a opção “Comprar”, para que as compras possam ser realizadas dentro do próprio site.

Para os empreendedores que utilizam o Facebook, é preciso tomar cuidado e ter atenção para não quebrar as regras e ter sua conta de anúncios bloqueada.
Não é mais permitido levar as pessoas diretamente para uma página de captura através do anúncio. É preciso entregar conteúdo de valor às pessoas, então sua página deve ter mais informações sobre o que você está entregando, uma descrição do que a pessoa vai encontrar ao se cadastrar e as promessas devem ser concretas e tangíveis. Ou seja, a pessoa deve encontrar uma promessa de algo que ela realmente possa conseguir. Coisas como “ganhe dinheiro fácil” ou “emagreça já” estão sujeitas a serem banidas.

Isso pode ser prejudicial se não tiver atenção às regras (fique sempre de olho porque mudam com frequência) ou se tentar passar despercebido pelo Facebook. Eles estão sempre checando e arriscar ter sua conta de anúncios bloqueada pode trazer mais prejuízos do que alterar campanhas em andamento ou novos anúncios. O Facebook publica editais de suas alterações com antecedência, permitindo que o usuário se informe e trace uma estratégia para agir em conformidade com a rede social.

E se quiser saber mais sobre o Marketing Digital, tudo que compõe esse universo e qual o caminho a se seguir para ser bem sucedido, clique aqui agora e acesse o Roadmap, o Mapa do Marketing Digital!

2 Comentários

  1. Glaucia Rossi

    Acabei de ver sua entrevista no Bootcamp através de um aluno do fórmula 4! Gostei muito

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *