Copywrite Básico para Iniciantes

Você que já tem um negócio ou pensa em abrir o seu primeiro negócio agora em 2016, já deve estar estudando quem é a sua audiência,  o que eles querem comprar e até mesmo aonde encontrar essas pessoas interessadas no seu produto.

Mas você sabia que muitas vezes a diferença entre o seu negócio dar certo, entre seu produto não encalhar nas prateleiras e você deslanchar é a maneira como você vende e se comunica com as pessoas?

Então aprenda a diferença hoje com esse conteúdo do Rafael Albertoni, Copywriter profissional.

Copywriting é entender sua Audiência para Explodir suas Vendas

04 Oficinistas Hablando

 

Copywriting é, de maneira resumida, um texto específico para vendas. É um texto que vai fazer o leitor dele a se apaixonar pelo seu produto, vai entrar na cabeça da pessoa e te conectar com ela.

Nessa palestra você vai aprender as bases para se tornar um copywriter de sucesso.

A primeira coisa que você deve compreender é o seu público. Para quem você está se direcionando, o que aquela pessoa espera, o que ela procura e como você vai atingir ela através do seu texto. Como as suas palavras vão ficar na cabeça do seu público.

Existem cinco passos básicos para a comunicação de vendas:

  • Atenção
  • Conexão
  • Problema
  • Solução
  • Oferta

Como colocar isso em prática?

enquete-pesquisa-feedback-cliente-empresa

Um dos segredos é saber criar a sua conexão. Para isso você deve, primeiramente, entender a sua audiência. Entender as pessoas com quem você está trabalhando, com quem está conversando. Para dar a atenção adequada, você deve compreender isso antes de escrever qualquer coisa. Para isso você pode se perguntar algumas coisas: “qual a circunstância atual do meu público alvo? O que estão passando? O que estão procurando?”.

A segunda coisa que você deve buscar descobrir são quais termos essas pessoas usam para se comunicar entre elas, quais palavras fazem parte do dia a dia delas, o que elas estão acostumadas a ouvir e que chama a atenção delas.

A terceira coisa que você deve se perguntar é “o que elas sabem até agora?”. Você deve saber o que aquelas pessoas já compreendem de um assunto ou produto para oferecer para elas exatamente o que elas precisam saber agora. Para não ser nem repetitivo e nem muito distante do que elas entendem.

A seguir você deve se perguntar do que essas pessoas desconfiam. Quais os mitos? Quais as objeções daquela pessoa em relação ao problema? Você deve mostrar para as pessoas quais são as verdades do que está oferecendo ou ensinando. Por exemplo, no copywriting as pessoas tendem a achar que escrever textos de venda é muito difícil. E ele tenta mostrar que, embora ninguém aprenda do dia para a noite, é possível se seguir os passos apresentados.

Depois, pergunte-se o que incentiva essas pessoas a continuarem. Quais são as motivações delas. Você deve entender o que faz elas continuarem buscando uma solução para o problema que enfrentam e também entender, por fim, quais são os medos delas em relação a esse mesmo problema. No copywriting, as pessoas tendem a ter medo de se dedicarem a escrever e não conseguirem os objetivos, ou passarem muito tempo escrevendo errado. Por isso elas buscam aprender as técnicas corretas.

O segredo para criar uma copy que engaje a sua audicência

Caminho

Se todo mundo gosta de comprar, então por que é tão difícil vender um produto? Eu cheguei à conclusão de que as pessoas não gostam de se sentir obrigadas a nada. Se o seu texto fizer o público se sentir forçado a comprar, então ele vai recuar e é aí que você deve tomar cuidado. Você não pode pressionar tanto a ponto de sufocar seu cliente mas também não pode deixar solto demais senão ele simplesmente não vai comprar. Esse é um ponto bastante delicado. E também é uma das grandes dúvidas de quem busca copywriting hoje: achar que nunca vão conseguir escrever de forma persuasiva. Geralmente, ao gostar muito do tema que trata, a pessoa é persuasiva naturalmente pois ela é seu próprio avatar. Mas ainda assim é um receio comum.

E a última porém mais importante pergunta é “o que essa pessoa quer?”. Assim você vai identificar quais ações o seu grupo está tomando para atender o que aquela pessoa deseja. Você deve mostrar que entende e se identifica com essa busca.

O público que busca o copywriting é imediatista, gosta de informações rápidas para usar agora e essa é, na realidade, uma característica da nossa sociedade atual. Tudo é pra última hora e por isso eu enfatizo que minhas dicas são todas práticas, para aplicação imediata. Usando essas perguntas, encontrando as respostas para elas, você consegue escrever com propriedade pois você entende o que está fazendo, com o que está lidando.

Aí sim vem o momento de validar o seu texto. Você pode fazer isso mostrando para uma pessoa de confiança que faça parte daquele nicho, que compreenda o assunto e que possa avaliar seu texto como o resto do seu público. Se essa pessoa estiver engajada, é porque seu texto funciona. Se você percebeu que não atraiu a atenção ou levantou muitas dúvidas, saberá o que mudar.

E só então, depois de compreender seu público e de validar seu texto, você poderá criar uma versão final. Então muitos pensam que copywriting é apenas sentar e escrever, quando na realidade essa é uma das últimas coisas que você vai fazer. E usando a técnica de conhecer sua audiência que Albertoni nos ensina nessa palestra, você vai entender como deixar seu texto poderoso e objetivo para não só aumentar suas vendas mas criar uma conexão com seu público.

Sobre o autor: Rafael Albertoni é copywriter profissional e vende serviços de copywriting. Escreveu lançamentos como Expert Milionário, Trader Esportivo e o próprio CONAED.

 

Gostou desse post?  Então me diga nos comentários as sacadas/dúvidas e comentários que surgiram para você.

 

Quer aprender mais sobre como ter um negócio de sucesso usando a Internet?
Então aproveite e baixe grátis as 5 Maiores Sacadas que tirei do meu livro, Negócios Digitais!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *